Menu

Os bandeirantes. Depois que Portugal assinou um tratado de paz com a Holanda, em 1661, o abastecimento

Os bandeirantes. Depois que Portugal assinou um tratado de paz com a Holanda, em 1661, o abastecimento de

mão de obra africana voltou ao normal.

A crise portuguesa fez com que o rei estimulasse os bandeirantes. Afinal, se o ouro fosse

encontrado, Portu- gal poderia estar salvo! Prometiam-se aos bandeirantes títulos de nobreza

caso encontrassem ouro.

Foram muitas as expedições fracassadas. No final do século XVII, ocorreu a descoberta de ouro.

Isso aconteceu por volta de 1693.

Mineração.

A notícia da descoberta de ouro provocou uma vertiginosa corrida em direção à região que se de-

nominou Minas Gerais. Foi um povoamento rápido, desorganizado, que trouxe muitos problemas.

A região das minas era de mata e montanha. Não havia a menor infraestrutura para garantir a

subsistência dos recém-chegados. Eles levavam alimentos, plantavam uma roça para se alimentar

e ficavam procurando ouro. O resultado foram épocas de fome. Em 1703, por exemplo, muitos

mineradores conseguiram sobreviver porque se alimentaram de ratos e cobras.

Não foi só o problema da alimentação que ocorreu nessa época. Veja o que nos conta quem

presenciou t

A sede insaciável do ouro estimulou a tantos a deixarem suas terras e a meterem-se por caminhos tão

ásperos como são os das minas, que dificultosamente se poderá dar conta do número das pessoas que

atualmente lá estão. Contudo, os que assistiram nelas nestes últimosanos por largo tempo, e as correram todas,

dizem que mais de trinta mil almas se ocupam, umas em catar, e outras, em mandar catar nos ribeiros de ouro,

e outras em negociar, vendendoe comprando o que se há de mister não só para a vida mas para o regalo, mais

que nos portos do mar.

Cada ano, vêm nas frotas quantidades de portugueses e de estrangeiros para passarem às minas. Das

cidades, vilas, recôncavos e sertõesdo Brasil, vão brancos, pardos e pretos, e muitosíndios, de que os paulistas

se servem. A misturaé de toda condição de pessoas: homens e mul heres, moços e velhos, pobres e ricos,

nobres e plebeus, seculares e clérigos, e religiosos de diversos institutos, muitos dos quais não têm noBrasil

convento nem casa.

Sobre essa gente, (...), não houve até o presente, coação ou governo algum bem ordenado, e apenas se

guardam algumas leis que pertencem às datas e repartições dos ribeiros. No mais, não há ministros nem

justiças que tratem ou possam tratar do castigo dos crimes, que não são poucos, principalmente dos homicídios
Com base nos textos acima e após análise do documento com bastante atenção, responda:

1. O que o texto conta sobre o povoamento de Minas Gerais?









2. De onde chegavam as pessoas para a região das minas?









3. Que tipo de pessoas?









4. Que tipo de ocorrências desestabilizavam a região?











5. Segundo o autor, o que facilitava tais ocorrên- cias?









6. Para o rei de Portugal, o povoamento da região o mais rápido possível, mesmo

que de forma desorganizada, era muito interessante. Por quê?​

1 Resposta
0

A questão da interdição do acesso aos garimpeiros franceses e das denúncias feitas por alguns deles em Caiena assumiu contornos de confronto entre estados e populações nacionais. Mas, na perspectiva francesa esta não seria somente uma questão de disputa territorial em uma região sem soberania definida.

Explicação: